Bem vindo a Uma vida...na estrada


Uma vida... na estrada.
reflexões, historias, acontecimentos, desabafos; uma vida!

uma vida...
por vezes ate pensada como perdida;
mas sempre vivida!!
se bem aproveitada ou não;
isso já é outra discussão!!
-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. Digam o que disserem!!! Sou como sou; não como querem que eu seja!!!.-.

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Confiança



Em quem podemos confiar?!?

Nos amigos? Nos familiares? os desconhecidos?

è sempre complicado saber em quem confiar na verdade, nunca sabemos quem nos poderá trair ou dificultar a vida.

bem que podia haver um sistema de sabermos em quem confiar, para não acontecer coisas do tipo de confiarmos numa pessoa durante tanto tempo e depois essa pessoa trair a confiança que em ela tinhamos depositado...

È sempre dificil e custoso descobrir que fomos traídos por alguem, seja em que aspecto for; já seja em questões de amores ou mesmo apenas em questões de amizades.

Como se passa de um ambiente de confiança para um ambiente totalmente oposto? Como encarar a pessoa (ou pessoas) depois de descobrir uma traição? Deveremos tentar saber o porquê? devemos dar um simples desprezo? ou devemos acertar contas?

Quando prejudicados, que somos sempre, devemos pedir algo em contra disso? Teremos direito a ser indemnizados?

Acho mesmo que o melhor remedio será dar uma boa dose de desprezo e fazer o simbolo internacional do descontentamento, e claro... não voltar a retomar uma "amizade" destas...

Imagem do dia: simbolo internacional mais conhecido como: Toma

Parte curiosa?!? foi uma planta, será para o Homem???

2 comentários:

Eduardo Jai disse...

E mesmo um bom "read my finger" pode ser um desperdício de tempo mas desde que contribua para um final feliz, porque não? ;)

Por falar nisso, não sei como acabou a história daquele poema. O David já não anda por cá e não sei como perguntar-lhe.
Obrigado pelo comentário e vou arranjar um espaço maior no parque de estacionamento lá do meu blog para que, quando te apetecer passar, possas trazer o camião. E é claro que a cerveja fresca é por conta da casa.

Fica bem.

Kátia disse...

Olá AmSilva(Preciso saber seu nome para chamá-lo direito)!
Essa questão sobre confiança é algo por demais delicado.Eu sou do tipo que ou confio ou não confio.Porque é duro,vc depositar confiança em alguém e esta lhe trair.Porém acredito também que não é pq alguém o fez que toda gente deva fazer.Melhor coisa então,é confiar com um olho aberto e outro fechado(como diz meu papá)ou então confiar com os dois olhinhos abertos e com o coração cheio de otimismo de que esse alguém não vai o trair jamais(assim diz eu):)
Gostei de seus comentários lá no meu espaço--que é seu tb,fique a vontade---e disponibilizei o email tb.
Beijo!!!
:)