Bem vindo a Uma vida...na estrada


Uma vida... na estrada.
reflexões, historias, acontecimentos, desabafos; uma vida!

uma vida...
por vezes ate pensada como perdida;
mas sempre vivida!!
se bem aproveitada ou não;
isso já é outra discussão!!
-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. Digam o que disserem!!! Sou como sou; não como querem que eu seja!!!.-.

quarta-feira, 19 de março de 2008

hoje é dia

Hoje é dia, dia do Pai.
Pessoalmente, nunca liguei muito a este dia, seria como um qualquer dos outros, até um dia em que tudo mudou.
Ao meu pai sempre respeitei, mesmo com a curiosidade de o tratar por tu, coisa que muita gente condenava... os pais tratam-se por você...
Também é verdade que há o outro lado, os que têm pai fisicamente mas não emocionalmente, e por isso tem menos ou nenhum valor, eu nunca dei o verdadeiro valor a meu pai, até que deixei de o ter, hoje, assim como há dois dias, assim como todos os anos estas duas datas se repetem, e com elas a saudade, quase uma dor, as palavras que apenas se pensaram e não foram ditas, ou por vergonha ou por falta de tempo, ou mesmo porque passou o momento, são palavras que aqui ficam atravessadas, mas um dia serão novamente ditas, pelo menos disso tenho esperança!
Quero também um dia ser pai, sentir o que é ter amor por um filho, e talvez a melhor parte, o receber o amor de um filho, não sei o que é, mas há quem diga que é bom.
Quero fazer o que comigo fizeram e talvez mais, ou melhor, seja como for, desde sempre disse e afirmo:
O meu pai é o melhor do mundo!


Fazes falta!!

11 comentários:

Anónimo disse...

Por essas e por outras, é que procuro viver a minha "vidinha" sempre que possivel ao máximo. O tal "CARPE DIEM", que nos diz para aproveitar TODO o momento que nos é proposto, da melhor forma. Sempre que possivel, aplico essa frase no meu dia a dia, com as pessoas que me são caras ( familiares e amigos ).

Abraços.

Cordoba_580.

Vanessa Lourenço disse...

Não sei bem ao certo o que dizer, conheces-me, sabes como é para mim...mas fico feliz, por teres tido um verdadeiro pai e por ter sido bom, muito bom ao ponto de sentires saudades e de te aperceberes que devias ter dito algumas coisas, mas como disses-te ainda vais poder dizer um dia e mesmo que não seja ao teu pai, pode ser que ames o teu filho demasiado bem e ouças, como num ciclo, aquele a que nos habituamos, a vida.
Acredito em ti se dizes que era o melhor pai do mundo, deve merecer receber o título, pois ele é teu pai.
Um beijo e um abraço, apertado.***

Amsilva disse...

Cordoba_580
Por vezes seguimos certos caminhos na vida que nos impede de viver a vida da maneira que queriamos!
Mas vamos sempre a tempo de remediar algo...
Abraço



Vanessa Lourenço
Eu sei a tua história, e sabes o que penso acerca disso, felizmente a minha foi diferente!
E sim, ele merece o titulo!!
Beijos, dos bons

bono_poetry disse...

meu caro muito obrigado pela visita...foi de bom o engano...e espero voltar...as fotos sao algo que nunca tive jeito e fiquei uns minutos a apreciar uma arte que nos permite conhecer ou recordar locais de rara beleza...

assim como o amigo e um sonho antigo ser pai e sim o meu tb faz falta...

...ficam os momentos que guardo!!!
parabens pelo blogue e de uma tremenda calma e da vontade de voltar!

Amsilva disse...

Bono_poetry

Agradeço a visita, obrigado pelas considerações!
Sim, da familia e dos amigos também, ficam sempre as recordações, os momentos que nos valem para não esquecer o bom do passado!
Volta sempre, este é um parque aberto!

aorta disse...

Meu querido Amsilva, do meu pai apenas tenho a imagem que as fotografias me transimite. Guardo na memória todas as fotos que tirei com ele, como se me lebrasse realmente do momento em que as tiramos. O meu pai morreu acidentalmente tinha eu apenas 2 anos. Partilhei com a minha mãe, anos a fio, a dor da ausência, embora com apenas tenra idade não compreendesse porque é que tinha de ser assim. Olho para trás e sinto sempre aquela "lacuna". Não que a minha mãe não me desse amor a dobrar, nada disso. Mas, pai faz falta.
Todos os dias penso no meu pai. Para mim, todos os dias são dia do pai e várias vezes dou comigo a soltar uma lágrima por ele.
Gostaria muito de ter conhecido o meu pai.

Amsilva disse...

Aorta
Dizem que as crianças assim de tenra idade se perdem os pais não sentem, por não se lembrarem dele, vens tu agora afirmar o contrário, que mesmo assim estava lá o lugar dele, possivelmente a tua mãe terá tido outro homem depois, mas como dizes, ele é o teu pai.
Por certo teria sido um bom pai!
Um beijo a ti, e um abraço a teu pai!

Sofia disse...

Algures deves ter deixado um pai muito feliz com este texto!

Fiquei até emocionada, com uma lagrimita a teimar em saltar do canto do olho.

Muito bonito,

Beijinhos

Amsilva disse...

Sofia
Espero que assim tenha sido, e como disse, lamento não lhe ter dito algumas coisas quando tive oportunidade!
Beijos

Kátia disse...

O meu pai e eu tivemos uma história muito atribulada...mas de uns 6,7 anos pra cá ele se revelou e mostrou-me o pai que sempre sonhei ter.
...
Se o seu foi bom...então viva!

Amsilva disse...

Katia
Sim, o meu foi bom!